32
Publicado April 6, 2013 por fechandoziper em Blog
 
 

Gelatina Royal Zero x Tradicional: você também acha que a diferença é o adoçante?

Os leitores Marcos e Camila nos procuraram com as seguintes dúvidas sobre as gelatinas artificiais:

“Vocês já fizeram alguma coisa sobre gelatina diet? Gelatina tem zero de tudo mesmo?”

“Gostaria de sugerir a análise das gelatinas artificiais, comum e zero. Acredito que, por terem grande quantidade de corantes artificias, não seja um alimento muito saudável.”

gelatinas royal zero tradiciona cereja

As embalagens são suuuper lindas e coloridas! Com desenho de cerejas, bonequinhos destinados a chamar a atenção do público infantil… até aí tudo ótimo!! Agora, pega a LUPA e vamos ler o que está escrito naquelas letras minúsculas?

“Imagem meramente ilustrativa. Este produto NÃO contém fruta.”

“Pó para o preparo de gelatina sabor ARTIFICIAL de cereja,  colorido ARTIFICIALMENTE e ADICIONADO de vitamina C.”

É gente, o negócio não está ficando tão bonito assim! Tradução: cereja é só ilusão de ótica, porque sabor e cor são criados artificialmente. E para não piorar tanto para as crianças, a versão tradicional é adicionada de vitamina C a fim de que o produto seja considerado RICO em vitamina C :/

Ok, mas fora isso… A diferença entre a gelatina zero e a tradicional é que uma tem açúcar, enquanto a outra tem adoçante, certo?! ERRADO! Vamos pegar a LUPA novamente e conferir os ingredientes? Tá, vamos facilitar e copiar os ingredientes para vocês:

Ingredientes Gelatina Royal Cereja

Açúcar, gelatina, sal, vitamina C, regulador de acidez citrato de sódio, acidulante ácido fumárico, edulcorantes artificiais: aspartame, ciclamato de sódio, acesulfame de potássio e sacarina sódica, aromatizante e corante artificial bordeaux S.

Ingredientes Gelatina Royal Zero Açúcar Cereja

Gelatina, maltodextrina, sal, regulador de acidez citrato de sódio, acidulante ácido fumárico, edulcorantes artificiais: ciclamato de sódio, aspartame, sacarina sódica e acesulfame de potássio, aromatizante e corante artificial bordeaux S.

Além das diferenças destacadas em negrito existe a diferença na ordem dos adoçantes nos dois produtos. Isso mesmo! TEM ADOÇANTE E AÇÚCAR NA VERSÃO TRADICIONAL!

Quer ler mais sobre os adoçantes da gelatina?

Aspartame

Foi relacionado ao aumento do risco de alguns tipos de câncer, tanto em experimentação animal* quanto em humanos. Um estudo realizado ao longo de 22 anos com homens e mulheres demonstrou que a ingestão de uma lata de refrigerante dietético por dia aumentava o risco de leucemia e de linfoma.**

O aspartame é sensível ao calor, podendo haver perda de sua capacidade de adoçar e é perigoso para pessoas com fenilcetonúria, uma doença genética em que o indivíduo é incapaz de degradar a fenilalanina, já que este composto é metabolizado no trato gastrintestinal e parte dele se transforma em fenilalanina.

Ciclamato de Sódio

As dúvidas quanto à segurança de uso de ciclamato iniciaram após a observação de que alguns indivíduos e certos animais eram capazes de metabolizar ciclamato a cicloexilamina e de que a sua ingestão crônica aumentava a incidência de tumores de bexiga em ratos. Por esse motivo, o ciclamato foi proibido nos EUA em setembro de 1970.

Contudo, a FDA recebeu petição do setor produtivo para revisar essa proibição, a qual está atualmente em análise. A partir de então, foram conduzidos muitos estudos sobre carcinogênese envolvendo ciclamato, sozinho ou em misturas com sacarina, não tendo sido demonstrada incidência estatisticamente significativa de tumores na bexiga dos animais testados.***

No Brasil o uso deste adoçante é permitido.

Acesulfame de Potássio

Foi aprovado pelo FDA em 1988. Não possui calorias, não tem sabor residual, não é metabolizado pelo organismo (é eliminado tal como ingerido). É estável em altas temperaturas, o que facilita a sua utilização em preparações de forno e fogão. Tem apresentações em pó ou líquido, geralmente associado a outros edulcorantes.**** A ADA (Associação Americana de Dietética) considera seu uso seguro.

Sacarina Sódica

A sacarina poderia ser o edulcorante ideal, pois possui alto poder adoçante, é estável a altas temperaturas, é solúvel em água e não possui poder carcinogênico. Porém, apresenta sabor amargo, o que faz necessária a associação com outros edulcorantes. A associação mais comum é com o ciclamato de sódio. No entanto, gestantes devem restringir o seu uso, pois foi demonstrado que a placenta é permeável à sacarina e pode permanecer nos tecidos fetais.*****

E o Corante Bordeaux S?

Alguns estudos são contraditórios quanto à inocuidade carcinogênica deste corante, sendo, por medida de segurança, proibido nos Estados Unidos desde 1976. No Canadá é permitido, pois sua estrutura química é bastante semelhante a outros corantes considerados não carcinogênicos. Na Inglaterra seu uso é permitido em caráter provisório até que se apresentem estudos mais conclusivos. No Japão foi voluntariamente banido pelas indústrias de alimentos e na União Européia seu uso é permitido.******

Percebam que o fabricante não informa a quantidade de adoçantes nem de corante utilizados na gelatina. Por enquanto não há obrigatoriedade de se informar a quantidade de corante. Já vimos alguns produtos informando a quantidade de adoçantes utilizados. O problema disso é que, sem saber, nós podemos ultrapassar o índice diário aceitável de consumo desses aditivos.

É gente, quando o assunto é aditivo alimentar, para nós quanto menos, melhor!

Cuidado com o Mito da Gelatina!

Existe toooda uma propaganda de que a gelatina melhora a flacidez e de que elimina a celulite. Porém isso não é garantido, afinal, o colágeno não vai diretamente para o bumbum ;) A gelatina é extraída do colágeno, especialmente do bovino. Quando a ingerimos, ela é quebrada para então tomar o rumo de que o corpo precisar no momento. A celulite é resultante de um processo multifatorial, que envolve retenção de líquidos e inflamação. Reduzir o consumo de doces e de refrigerantes e praticar exercícios físicos, com certeza, ajudam MUITO mais do que comer gelatina!

Tabela Nutricional

Por fim, vamos dar uma espiadinha na tabela nutricional dos dois produtos:

tabela_nutricional_gelatina_royal

  • Valor energético: para uma quantidade de 120 g de sobremesa pronta, os dois produtos apresentam uma quantidade baixa de calorias.
  • Açúcares: na gelatina tradicional dá para perceber que praticamente toda a quantidade de carboidrato é proveniente do açúcar simples. Mesmo a gelatina zero apresenta a maltodextrina que também é um carboidrato de alta absorção. Ou seja, também causa um aumento da glicose no sangue.
  • Sódio: o sal é o terceiro ingrediente em maior quantidade de ambas gelatinas e ainda tem o sódio dos adoçantes ciclamato de sódio e sacarina sódica.
  • Vitamina C: presente apenas na gelatina tradicional. Mas, vale lembrar que é uma vitamina adicionada industrialmente.

Respondendo às dúvidas dos leitores: a gelatina zero não possui tuuuuudo zero, apenas o açúcar! Pois, contém baixíssima caloria (mas tem) e sódio. Em relação aos corantes, até que não nos preocupamos tanto quanto pela quantidade de adoçantes! Inacreditável, até mesmo a gelatina tradicional apresenta 4 tipos de adoçantes! Nós não serviríamos para as crianças!

E você, achava a gelatina inofensiva?

Fontes:

*Soffritti, M. et al. First experimental demonstration of the multipotential carcinogenic effects of aspartame administered in the feed to Sprague-Dawley rats. Environ Health Perspect; 114(3):379-85, 2006.

**Schernhammer, E. S. et al. Consumption of artificial sweetener- and sugar-containing soda and risk of lymphoma and leukemia in men and women. Am J Clin. Nutr; 96(6):1419-28, 2012.

***Anivsa. Informe Técnico n˚ 40, de 2 de junho de 2009 – Esclarecimentos sobre o uso do edulcorante ciclamato em alimentos.

****Adoçantes artificiais- parte I. ABESO- Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica.

*****Vitolo, M. R. Nutrição: da gestação ao envelhecimento. Rio de Janeiro: Ed. Rubio, 2008.

******Prado, M. A. & Godoy, H. T. Corantes artificiais em alimentos. Alim. Nutr., Araraquara, v.14, n.2, p. 237-250, 2003.


Deixe seu e-mail e receba toda semana os novos produtos avaliados e as novidades do blog.